quinta-feira, 14 de abril de 2011

Evoluções

Hoje escreverei um post bem pessoal, e acredito que qualquer bailarina passa, passou ou passará por esses momentos. Sabe quando você tem a sensação de que tudo o que faz não é novidade ou que sua dança parou de evoluir?

São idéias malucas que surgem como relâmpagos e eu logo procuro ignorá-las, porque é impossível chegarmos no topo máximo e na evolução final. Pelo menos penso dessa forma, ao olhar outros bailarinos que mudaram tanto a forma de dançar, os pintores com seus diversos estilos de expressar suas idéias e os autores que não se cansam de imaginar e escrever com diversas formas e assuntos novos.

É sempre bom colocarmos novos desafios para nós mesmos: estudar novas músicas, fazer um novo curso ou algo que nunca pensaria em fazer, experimentar e pesquisar novos movimentos, novos artístas...

Sair para ver o novo, experimentar, pesquisar e estudar.

Na dança do ventre, particularmente, estou numa pesquisa ferrada com o meu corpo: o que posso fazer com ele?

Por que não fazer esse braço? Esse giro? Misturar esse com aquele passo? Usar minha cabeça dessa forma... estou na pesquisa interna, externa para conseguir dançar de forma integrada.

Muitas vezes, ficamos com uma "cara de estudo" ao dançar e esquecemos da expressão e da emoção. Aaahhh de vez em quando estou assim! Um desabafo, gente, estou presa na técnica e não consigo muitas vezes sentir a música. E para mim isso é o fim, maaaas como falei, é um novo desafio, já é uma nova etapa.

O incrível é que a impressão do que eu tenho sobre o que faço é muito diferente das impressões dos outros que estão vendo de fora.

Ser artista é isso, uma eterna progressão, evolução e com certeza somos mais felizes! Nunca envelhecemos!

3 comentários:

Naznin disse...

Oi Zahira (quanto tempo...)!

Entendo muito essa sensação... eu estou vivendo algo parecido: estou em dúvida sobre que rumo tomar em relação à dança. Estou pensando em prestar o Selo da Lulu pra ter um feedback e pra ouvir as críticas de alguém com toda a experiência dela.

Estou sentindo como "o que faço agora?". Tava pensando em fazer um post no blog sobre isso...

bjinho

Naznin disse...

Aproveitei a inspiração e já fiz o post!

Zahira disse...

aaahhh mulher, vou pra lá e ler... são fases e para mim são super importantes porque ou "vai ou racha" entende?
E são desafios, e vale a pena prestar esses selos sim, desde que venham de uma pessoa séria ou de um evento sério: acho que vc me entende né?

bjão