sábado, 24 de dezembro de 2011

Leila Sugahara, Simone Garcia (eu Zahira) e Marcos Yamada falam sobre “Cultura e Movimento” no Fórum Municipal de Educação em Ilhabela

Li agora a matéria e amei!!

Fiquei muito feliz com o convite e com a participação nesse fórum e claro com o feedback. Nós educadores envolvidos de verdade com a educação nunca devemos deixar de acreditar em nós mesmos, nas mudanças e na própria educação.

Infelizmente no Brasil há poucos envolvidos que se dedicam e poucos reconhecimentos. Mas... não é para qualquer um essa profissão maravilhosa que é a do professor.

Gosto do que faço e ano que vem novos projetos virão!!

Vou postar a matéria na íntegra que está nesse link: Segundo dia de Fórum - escrita por Iara Mola


Oito de dezembro. Uma nova manhã se anunciara bela no belo azul do céu da Ilha. No espaço localizado em frente à Praia Grande, faltavam aproximadamente quinze minutos para começar o segundo dia do Fórum Municipal de Educação no arquipélago. Boa parte do público já se encontrava no Centro Educacional e Cultural de Ilhabela, e se podiam ver tantos outros professores chegarem, cada um deles sendo recepcionado logo à entrada com um saboroso café da manhã.

Do lado de dentro do CEC, onde pouco a pouco o público se acomodava, também estavam presentes a Secretária de Educação, Lidia Sarmento de Lima, e os três convidados para a realização do Fórum naquela data, cujas exposições versariam a respeito do tema “Cultura e Movimento”, cada qual a partir da sua área de formação e de atuação profissional.

Assim, a primeira palestrante, que é pedagoga, doutoranda em Psicologia da Educação pela Pontifícia Universidade Católica (PUC), especializada em Musicalização Infantil – tema da sua conferência –, foi a professora Leila Sugahara, cuja apresentação, estimada em trinta minutos, abordou, especificamente, a música e o desenvolvimento integral da criança, tendo em vista o potencial educativo da música, capaz de desenvolver o raciocínio, a criatividade e tantos outros dons e aptidões, sem que a sua aprendizagem esteja necessariamente associada à formação técnica de músicos (essa é somente uma das suas tantas possibilidades).



Na sequência, quem passou à palavra foi a professora de dança Simone Cristina Garcia, pós-graduada em Psicopedagogia pela Faculdade Fortaleza e em Linguagem das Artes pela Universidade de São Paulo (USP), licenciada pela Belas Artes, professora no SENAC nos cursos de Comunicação Digital, Comunicação Visual e Multimídia e professora de Artes na prefeitura de São Paulo. Com o tema “Dança Educativa”, a sua abordagem específica contemplou o desenvolvimento da linguagem corporal, considerando, entre outros aspectos, a importância de que sejam melhor trabalhadas nas crianças as suas consciências corporal e espacial, apontando o movimento e/ou a própria dança como valiosos recursos de que os educadores podem se utilizar na sala de aula a fim de propiciar aos seus alunos conhecimentos diversos, incluindo-se aí aqueles relativos a outras disciplinas, como é o caso, até mesmo, da Matemática.



Já o terceiro e último palestrante, para o qual estavam dedicados os trinta minutos antes do intervalo de quinze minutos, de acordo com a programação, foi um empresário de destaque no que se refere à comercialização de produtos desenvolvidos para a prática do tênis de mesa: Marcos Yamada.  Além de proprietário da Itaim Keiko Promoções e Eventos e da Butterfly of Latin America – representante exclusivo da marca no Brasil e em mais catorze países da América Latina (maior empresa do mundo de materiais de TM) –, Yamada é também, entre outras relevantes atuações, coordenador de eventos da FPTM (Federação Paulista de Tênis de Mesa), comentarista da TV ESPN-BRASIL (desde 1996) e consultor em vários outros clubes de São Paulo, para os quais leva toda a sua experiência como praticante desse esporte (atleta de 1971 a 1984), por meio do qual conquistou grandes vitórias, tornando-se, por exemplo, heptacampeão paulista, bicampeão brasileiro intercolonial e vice-campeão latino-americano.

Desta forma, o foco da sua participação no Fórum estava atrelado à visão da prática esportiva como um recurso por intermédio do qual também é possível formar a criança (“O Tênis de Mesa e a Criança”), alcançando-se uma série de benefícios na sua educação como um todo.





Da esq. p/ a dir.: o editor da Forma Escrita, Daniel Barone, a assessora de comunicação da Forma Escrita, Samara Fernanda, a gestora técnica da Forma Escrita, Vanessa Lima, a palestrante Simone Cristina Garcia, a redatora da Forma Escrita e mediadora do evento neste dia, Iara Mola, o palestrante Marcos Yamada, a palestrante Leila Sugahara e a Secretária de Educação de Ilhabela, Lidia Sarmento de Lima

Dados o cumprimento da Secretária de Educação, a veiculação de um gracioso vídeo – no qual se compartilhava um belo registro daquilo que vem sendo trabalhado com as crianças nas escolas da rede pública de ensino de Ilhabela – e a apresentação da mediadora, Iara Mola, esta chamou os três conferencistas ao palco, já cuidadosamente preparado para a realização do evento no formato em que foi idealizado. Já no palco, Leila Sugahara, sempre com muita simpatia, compartilhou a sua “necessidade” de interagir com a plateia; para tanto, precisava estar um pouco mais perto de todos – e foi o que fez.



Fora do palco e mais perto do público, Sugahara foi logo surpreendendo pela facilidade com que conseguia transmitir conceitos de música que – via de regra – são essencialmente complexos, mas que, ao longo da sua fala, pareciam ser mesmo um conhecimento comum a todos, do qual faltava tão-somente um pouco mais de apropriação. Então, nada de se dizer por aí que não se sabe cantar, ou, então, que não se entende coisa alguma de música! Todo mundo canta e todo mundo entende um pouco de música, que não precisa ser algo complicado para ser belo e fazer bem.



Conquanto as palestras tivessem sido preparadas individualmente pelos convidados para o Fórum, tinha-se a impressão de que as mesmas fossem a sequência lógica uma da outra, tamanha a conexão entre as abordagens, que nada mais revelavam do que a própria sintonia entre os palestrantes, conforme registramos na publicação anterior. Deste modo foi que, com doçura, Simone Cristina Garcia apresentou a construção de um raciocínio a respeito da dança de tal maneira que ninguém que a acompanhou pode, depois disso, continuar a afirmar com convicção que não sabe dançar (ou que, conforme a explanação da conferencista anterior, não sabe cantar), haja vista que, aqui, novamente, a dança não é apresentada no sentido de formar bailarinos. “Para dançar não é necessário que se saibam técnicas; isso vale para quem quer se profissionalizar”, afirmou Simone. E, a exemplo da liberdade tomada pela Leila Sugahara, que desceu do palco para interagir com o público, a professora de dança também foi logo tirando as sandálias, sentindo-se mais à vontade e propondo a todos uma automassagem, a começar pelo rosto.



Embora a sua fala parecesse apresentar um tom a mais de objetividade, Marcos Yamada emocionou a plateia ao longo da sua exposição.  Retomando a catástrofe ocorrida no Japão neste ano (terremoto), o modo como os japoneses foram (e continuam sendo) capazes de superá-la, a sua concepção a respeito de honra e disciplina, assim como o modelo de aprendizagem japonês, Yamada, falou sobre o esporte (e, em especial, sobre a prática do tênis de mesa) com propriedade, como um recurso a partir do qual também podem ser apreendidos (e praticados) outros tantos valores extremamente importantes, como, por exemplo, o respeito.

Na sequência, após o intervalo de quinze minutos, no qual voltou a oferecer-se o café, passou-se ao debate com os palestrantes, a partir de perguntas elaboradas pela mediadora, Iara Mola, e também pelo público.

Tanto na parte da manhã quanto na parte da tarde, quando a programação se repetiu visando a propiciar aos educadores da rede deste período a mesma oportunidade de assistir às apresentações, a participação geral foi bastante significativa.

Para quem quiser conhecer um pouco mais sobre os trabalhos realizados pelos convidados do dia 8, seguem os endereços eletrônicos nos quais tais informações podem ser visualizadas:


Lembramos que, atendendo aos pedidos dos professores, e conforme nos comprometemos a registrar, o nosso espaço está aberto para que outras perguntas e/ou comentários possam ser apresentados, dando-se continuidade ao Fórum Municipal de Educação em Ilhabela num formato on-line.   

Participe!

Que venha 2012

Na Índia se ensinam as 4 LEIS da espiritualidade:

 A PRIMEIRA diz: “A pessoa que vem é a pessoa certa“... Ninguém entra em nossas vidas por acaso. Todas as pessoas ao nosso redor, interagindo com a gente, têm algo para nos fazer aprender e avançar em cada situação...

 A SEGUNDA lei diz: “Aconteceu a única coisa que poderia ter acontecido“... Nada, absolutamente nada do que acontece em nossas vidas poderia ter sido de outra forma. Mesmo o menor detalhe. Não há nenhum “se eu tivesse feito tal coisa…” ou “aconteceu que um outro…”. Não. O que aconteceu foi tudo o que poderia ter acontecido, e foi para aprendermos a lição e seguirmos em frente. Todas e cada uma das situações que acontecem em nossas vidas são perfeitas...

 A TERCEIRA diz: “Toda vez que você iniciar é o momento certo“. Tudo começa na hora certa, nem antes nem depois. Quando estamos prontos para iniciar algo novo em nossas vidas, é que as coisas acontecem...

 E a QUARTA e última afirma: “Quando algo termina, ele termina“. Simplesmente assim. Se algo acabou em nossas vidas é para a nossa evolução. Por isso, é melhor sair, ir em frente e se enriquecer com a experiência. Não é por acaso que estamos lendo este texto agora. Se ele vem à nossa vida hoje, é porque estamos preparados para entender que nenhuma folha de árvore cai no lugar errado. Não é necessário dizer mais nada! Que venha o próximo ano para evoluirmos cada vez mais, enriquecendo nossas vidas e nosso espiríto. Como sempre digo: nada é por acaso!

 Feliz Natal e Feliz 2012 para todos!!

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Que final de ano!

Para mim tudo o que aconteceu nesse ano foi maravilhoso, um salto espiritual para um amadurecimento e aprendizados eternos! Tenho sede de viver, dar minha cara pra bater, me meter em desafios, fazer tudo o que tenho vontade e parar... só agora em janeiro é claro!!

Novas alunas de dança: lindas, especiais e fofas!! Vamos fazer um grande trabalho em 2012.
Novos amigos e amigas, novos círculos além da internet.
Términos de ciclos mas que iniciam de novas maneiras, mais maduros e especiais.

Adorei fazer parte de alguns projetos: show de despedida da Elis, primeiro fórum de Educação de Ilha Bela. E retomar parcerias, com a Bá Moro - mesmo na correria consegui me apresentar em seu evento.

Rever amigos do ginásio e do colégio como: Juliana Mastropietro, Vanessa Lima, Ju, Paulinha e Cris - tudo de bom!!

Me apresentar novamente ao lado do Fernando Herrmann que com seu piano encanta a todos - você é especial só pela maneira de manifestar a sua arte.

Viver experiências marcantes na escola em que trabalho a Emef Estação Jaraguá, com as crianças e com os alunos do projeto de dança - a prô aprendeu muito mais do que vocês =)

E agora só penso nas metas e projetos do próximo ano, a cada ano que passa elas não ficam apenas no ar,estou conseguindo colocar em prática, alcançá-las ou não mas...

Vivendo, sem medo e ao mesmo tempo deixando a vida me levar!!

Arrasem em 2012!

dia 14/12 no Kabul uma performance burlesca

dia 8/12 no Fórum em Ilha Bela

meus alunos de dança na Emef

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Próximos trabalhos

Como educadora irei participar do Fórum de Educação de Ilha Bela, falando sobre a Dança na Escola - super prazer de fazer isso!! Será no dia 8/12, em duas sessões.


Como bailarina pintaram dois trabalhos maravilhosos:

Participação no grupo da Elis Pinheiro em seu show de despedida do Brasil. Serão duas sessões: 17h e 20, no valor de 35,00 no Café Paon em Moema.





E numa Festa Pin Up, promovida pela Bá Moro, onde farei duas performances bem especiais e diferentes de qualquer dança que fiz até hoje. Dia 14 às 21h.


Conto com vocês lá!!
bjão

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Show no Jantar Árabe em Caieiras

Bom dia!

Confirmadíssimo a minha participação com mais duas bailarinas no Jantar Árabe amanhã!

Zahira, Hayra e Diana: em grande estilo - dança de espada, candelabro, wings e véu.
Jantar Árabe promovido pela Maçonaria para ajudar à APAE
dia 19/11
no Centro Cultural de Caieiras
às 20h, o show iniciará após às 22h
valor: 35,00

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

O show de despedida de Elis Pinheiro


Agora sim o convite oficial!
Reserve o seu, porque será tudo mais que bom! kkk


Gentem... não fiquem de fora do meu show de DESPEDIDA DO BRASIL! Muita emoção ao lado do elenco: Erica SeccatoOlívia Zarpellon,Fáby FrançaPatricia Alvares,Janaina DantasPatrícia SaadZahira NaderLuisa Lemes e Denise Bellydance.


Não fique de fora desse show! Info e vendas: elispinheiro.estudio@gmail.com e (11) 3063-5773



O Curso de Direção



Serei mais uma a compartilhar as experiências e as mudanças que o curso de Direção que o Jorge Sabongi dá, e como são nítidas as mudanças em nossa dança e nossa postura. No começo todas eram comportadinhas, mediam as expressões enquanto dançava mas... nesse último domingo... todas mais soltas, expressivas, espontâneas e como consequência uma grande melhora na dança.

Sem contar a experiência que o Jorge possui e passa para nós, e as trocas com as outras bailarinas?

Não esperava que fosse tão bom assim e recomendo a todas que querem evoluir na dança, crescer e tornar sua dança muita mais expressiva.

Vamos dançar poesia, fazer arte e dar um basta na dança decoreba?!  

sábado, 12 de novembro de 2011

A poética da dança e sua poesia

Se te pergunto, qual é (são) a (s) bailarina (s) que te surpreendem, te emocionam ou te chocam, você vai lembrar de quem ou das quais?


Outra pergunta: dança é arte não é? E qual é a função dessa arte, o objetivo primordial? Quais as primeiras coisas que veem à cabeça?

Pois é... quando me pergunto isso poucas bailarinas veem a minha mente e o questionamento é eterno. Ao me colocar no lugar do público vejo que poucas bailarinas hoje me surpreendem ou melhor dizendo: fazem ARTE em sua essência!

Amei de paixão o post da Vera sobre a Nur, porque ele resume tudo isso que eu estou tentando escrever, e como uma fã de carteirinha dela não pude de admirar e reconhecer que ela é das poucas que ainda me surpreende.

Não irei classificar, porque tem muita gente no mercado, e dar nomes fica complicado mas logo de cara lembro da Aziza Mor Said, claro da Elis, da Nur, Lulu, Esmeralda, Kahina, Mahaila, Suellen, Jade - é o que me lembro agora, claro que há outras, mas são as que me fazem vibrar, me emocionar e de incentivar a dançar - dá vontade de sair dançando quando as vejo.

A arte por si só tem uma função de questionar, chocar, tirar o espectador do seu lugar bonitinho e confortável de assistir... se ela não consegue fazer isso é porque tem alguma coisa errado. Todo artista tem que ter intenção, tem que saber onde quer chegar com a sua linguagem, e ele pode fazer mal uso ou bom uso desse poder.

Antes da roupa belíssima, da estética perfeita, dos brilhos e bijus, a dança, a técnica, as expressões precisam estar em ordem - tudo em equilíbrio, porém... se não houver alma, a dança será aquela mesmice, chatice e não tocará o coração das pessoas.

A alma poderia assim dizer... é a essência da arte, a poética da dança.

Uma apresentação sem poesia, não tem nada a dizer, e não emocionará o público. Não basta ser linda e uma bailarina perfeita, tem que ter alma!



Vamos fazer a diferença nesse mercado?!!

sábado, 5 de novembro de 2011

A despedida de Elis Pinheiro

Não sei se será de primeira mão essa notícia mas é isso mesmo gente! Elis vai pra Inglaterra iniciar uma nova etapa da sua vida porém não vai nos deixar completamente.

Seu estúdio estará aberto e funcionando normalmente, oferecendo aulas e cursos de alto nível como já sabem com profissionais de confiança.

E, farei parte desse show!! Com muita alegria, honra e felicidade!! E ele está ficando mega especial! Está sendo uma experiência incrível de aprendizado, amizade com uma mulherada linda, que com certeza vão arrasar no dia.

Não deixem de ir e conferir, será um momento único, um espetáculo lindo e especial!

Por enquanto apenas essas informações:


sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Nova grade de horários

Segue as nossas aulas aqui no Estúdio.
Mais informações: www.zahiranader.yolsite.com


Recados

Tanta coisa!
Tanta mudança!
A vida está em eterno movimento!

Não desisti em escrever meu blog não!! Não estou com tempo mesmo... e estou numa vibe bem diferente.
Um encontro de mim e da minha dança, uma busca artística e profissional.

Intensos ensaios com a Elis, início do módulo 1 com o Jorge, leitura de A alma Imoral, curso de formação do estado, meus treinos, preparo do espetáculo das alunas, minhas aulas na Emef ... ufa!! E tempo para uma vida social.

As portas se fecham para abrir em outros caminhos.

As pessoas somem para aparecem outras melhores.

Os amigos que são verdadeiros ficam...

Vamos pros recados?


  • Amanhã tenho um show fechado - aula normal!!
  • Sábado dia 12/11 não terá aula devido ao feriado.
  • Dia 19 show no Jantar Árabe promovido pela Maçonaria de Caieiras - às 20h no Centro Cultural
  • Nossas aulas, no estúdio irão até dia 23/12 - em janeiro o retorno é no final do mês.
  • Nova turma de yoga às sextas 19h30 - 20h30 - começa hoje!
Até mais
Namastê!!

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

As apresentações no Valeu Professor

Domingão só de molho e a chuvinha ajudou pra isso... sexta a nossa apresentação foi maravilhosa. Amei dançar ao som tocado pelo Fernando, que não errou nada e apesar das interferências dos técnicos, não houveram erros na dança e na música.

As pessoas adoraram e nos elogiaram. Vou colocar os dois vídeos, e a segunda parte foi uma improvisação: amo essas músicas e dancei com o coração - me joguei na emoção!

Até o secretário da educação foi me ver e gostou... amo todo o tipo de dança e não gosto de ficar apenas numa linguagem e sinceramente... estou me apaixonando cada vez mais pelo contemporâneo.

Dançar é expressar, sentir, movimentar... como é bom estar viva!!






sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Valeu Professor começa hoje!

Hoje será a minha apresentação no início do Valeu Professor. Mais uma vez dançarei um contemporâneo junto com o pianista Herrmann - adoro esses eventos para mostrar as outras danças que conheço, ensino e pratico.

E no encerramento do evento, teremos Paralamas do Sucesso! Amooooo!






mais informações:
http://portalsme.prefeitura.sp.gov.br/anonimosistema/detalhe.aspx?List=Lists/home&Identificador=Destaque2&KeyField=Destaques

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

A Dança e o nosso Bem estar

Agorinha, quando estava fazendo a minha unha, estive assistindo o programa Bem Estar, na globo, nunca o vejo mas hoje parei e assiti: falaram da Dança e seus benefícios para o nosso corpo e mente.

Uma matéria e um programa bem interessantes, uma pena não terem falado da dança do ventre... mas o foco deles foi a dança em academia, e não aquela que necessita de estudo, dedicação, persistência e etc.

O que valia é mexer, se divertir, se envolver com a música, ficar em forma e queimar as calorias. E claro... a higienização mental que toda atividade física faz.

Dançar também é isso: uma atividade física que emagrece, relaxa e tonifica.

No programa deram várias dicas de passos, sequências, tipos de danças para a pessoa fazer e os seus benefícios, como isso acontece e ajuda no seu bem estar.

Porém todas nós que trabalhamos com isso sabemos que dançar é muito mais que Lady Gaga, A Single Lady, e etc.

O link para o programa: Bem Estar - http://g1.globo.com/bemestar/

E um pouquinho da matéria:


30/09/2011 10h22 - Atualizado em 30/09/2011 10h22

Dançar trabalha os músculos e melhora ritmo, agilidade e equilíbrio

Programa desta sexta teve DJ, Beyoncé do Pará e professoras de dança.
Confira as dicas com coréografo de Beyoncé Knowles e Rihanna.


Dançar não é simplesmente mexer pernas e braços e se deixar levar pela música. É uma atividade física que trabalha os músculos, permite a socialização das pessoas e melhora habilidades como ritmo, agilidade e equilíbrio. Isso sem contar nos ganhos para a autoestima e a sensualidade.
Nesta sexta-feira (30), dia de exercício físico no Bem Estar, estiveram presentes a DJ Giselle Galvão, as professoras de dança Patricia Beires e Simone Sant'Anna e a “Beyoncé do Pará”, Gaby Amarantos, que canta o hit “Hoje eu tô solteira”.




20/05/2011 10h37 - Atualizado em 20/05/2011 16h58

Benefícios da dança para o corpo e a saúde são destaque no Bem Estar

Fisiologista Isabel Chateaubriand e seis professores estiveram no estúdio.
Consciência corporal e características de cada modalidade foram tema.


Os prazeres e benefícios da dança foram assunto do Bem Estar desta sexta-feira (20), dia de atividade física no programa. A fisiologista Isabel Chateaubriand, médica que cuida das funções gerais do organismo, e seis professores de dança estiveram no estúdio para falar de consciência corporal e destacar as características e os atributos de modalidades como forró, tango, street dance, gafieira e samba rock.
A repórter Marina Araújo foi até uma escola de São Paulo para conversar com adolescentes que trocaram as aulas de educação física pela dança – e aprovaram. Os estudantes não gostavam de esportes e viram nessa prática uma forma de se exercitar e também de obter uma nota melhor. Equilíbrio, disciplina, coordenação, postura e desenvoltura são alguns dos resultados das classes de dança.

É uma forma de mostrar como é importante dançar e como faz bem para o nosso corpo e mente. Isso dá uma valorização para o nosso trabalho, de qualquer forma, é positivo.
Vamos dançar? Vamos praticar?
Para quem quiser ver os vídeos e as matérias na íntegra, lá vai o link:

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Valeu Professor 2011


Vamos repetir a dose, eu e o Fernando Herrmann vamos nos apresentar no "Valeu Professor", um evento promovido pela Prefeitura de SP para os professores artistas.

Eu numa performance contemporânea e ele no piano

Será no dia 7 de outubro no Mercadão Municipal.

Mais informações no site: Valeu Professor

domingo, 18 de setembro de 2011

Dança do ventre ou dança oriental

Já li alguns posts sobre esse assunto, inclusive no blog da Esmeralda, e a entrevista do Gamal Seif feita pela da Vera, no qual ele não falou uma vez Dança do ventre e sim Oriental Dance.


Não há como não refletir sobre isso. De uns tempos pra cá já havia percebido tais termos: Dança Árabe, Dança Oriental e muitas vezes nos esquecemos que o Oriente Médio fica na parte Oriental do Globo, pois... há pessoas que ainda pensam que oriente é Japão, China, Índia... esquecem que até Austrália faz parte do oriente.

O termo dança do ventre veio da tradução Racks el Chark, que significa Dança do Leste, local onde o sol nasce (fonte Khan el Khalili), como não há nenhum sentido para nós esses termos, aceitamos a nomenclatura dos americanos e dos franceses.


Os americanos traduziram para Bellydance (dança da barriga) e os franceses reforçaram esse nome, porque “a bailarina mexia o estômago e o quadril de forma voluptuosa, ao som de ritmos orientais”.


Mas quem pratica sabe que ela mexe com o nosso corpo inteiro, para haver shimies precisa ter um trabalho de pernas, para haver harmonia há uma necessidade de ter uma postura, leitura musical, alongamento e um trabalho de braços.


Assim, a dança do ventre é uma dança completa que trabalha e exercita o corpo inteiro, dessa forma, na minha humilde opinião deve ser considerada como uma Dança Oriental.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Vem por ai...

"A Natureza em Dança"

O espetáculo de dança do Zahira Estúdio de Dança, com coreografias baseadas nos 4 elementos da natureza.

Os ensaios estão a todo vapor e com certeza será maravilhoso!


quinta-feira, 8 de setembro de 2011

momentos


Você Já me Esqueceu

Vem,
Você bem sabe que aqui é o seu lugar
E, sem você, consigo apenas compreender
Que sua ausência faz a noite se alongar
Vem,
Há tanta coisa que eu preciso lhe dizer
Quando o desejo que me queima se acalmar
Preciso de você para viver
É noite, amor
E o frio entrou no quarto que foi seu e meu
Pela janela aberta onde eu me debrucei
Na espera inútil e você não apareceu
Você já me esqueceu
E eu não vejo um jeito de fazer você lembrar
De tantas vezes que eu ouvi você dizer
Que eu era tudo pra você
Você já me esqueceu
E a madrugada fria agora vem dizer
Que eu já não passo de nada pra você
Você já me esqueceu
Você já me esqueceu
Você já me esqueceu
É noite, amor
E o frio entrou no quarto que foi seu e meu
Pela janela aberta onde eu me debrucei
Na espera inútil e você não apareceu
Você já me esqueceu
E eu não vejo um jeito de fazer você lembrar
De tantas vezes que eu ouvi você dizer
Que eu era tudo pra você
Você já me esqueceu
E a madrugada fria agora vem dizer
Que eu já não passo de nada pra você
Você já me esqueceu
Você já me esqueceu
Você já me esqueceu
Você não veio amor
Você já me esqueceu.

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Minhas alunas no BD Bights

Dançamos na última edição do Belly Dance Nights, dia 28/8, e finalmente levei um grupo de alunas para se apresentarem. Apenas uma já havia dançado em público, para as demais foi a primeira vez, porém eu já sabia que ia dar tudo certo e nem pareceu que foi a primeira apresentação delas.

Só posso parabenizá-las, fizemos um trabalho em conjunto, elas de dedicaram, ensaiaram e estudaram em casa, e assim é claro que só poderia dar tudo certo. As expressões melhoraram, não deu para perceber o nervosismo e nem as preocupações.

E também aproveito para agradecer a presença das outras alunas, que dessa vez não se apresentaram mas foram prestigiar as amigas e a mim. E também a Patrícia Bencardini, que organiza esse super sarau democrático da arte e dança, vocês nem imaginam como o clima é gostoso e como é bom dançar nele. Isso é difícil né? Porém tô vendo que muitas bailarinas estão fazendo a diferença no nosso meio!

Foi a primeira de muitas meninas: aguardem. E o vídeo esta ai para quem quiser conferir.

video

domingo, 28 de agosto de 2011

Massagens para os pés

Eu trabalho muito a consciência corporal das minhas alunas, com a prática da dança isso já acontece, mas as vezes demora, ou é rápido, depende muito de cada uma.

E há vários exercícios que ajudam nesse processo: consciência, conhecimento do próprio corpo e expressão do mesmo. Quem pratica e estuda outros tipos de dança, está careca de saber desses exercícios - por isso que quando procuro uma professora de dança do ventre, prefiro aquelas que possuem esse tipo de linha e estudo.

Então esse post será uma dica para todas as praticantes de danças, ou para aquelas que querem cuidar melhor do corpo. Vamos falar de algumas massagens para os pés.

Com as massagens é possível aumentar a sua percepção corporal, perceber membros, partes do próprio corpo que estavam "adormecidos", relaxá-los e prepará-los para receber algum tipo de atividade física e informação.

O salto alto prejudica muito o nosso corpo e nossa postura. É lindo, amo saltinhos, mas a dica é preferir os saltos anatômicos e calçados ortopédicos e confortáveis - aqueles que não agredem nosso amado e querido corpo!

Mulheres que são obrigadas ou gostam muito de usar saltos todos os dias e o dia inteiro: quando voltarem para suas casas, antes de dormir, depois do banho, massageiem seus pés, aliviem as tensões, e relaxa também a sua coluna.

A primeira dica, é a tradicional massagem com bolinha de tênis:


Material necessário: uma bola de tênis

  • Apóie a planta do pé sobre a bola de tênis e faça pequenos movimentos circulares lentamente. Eles servirão para fortalecer a musculatura e desfazer os pontos de tensão acumulados durante o dia.
  • Massageie suavemente os dedos e mantenha-os esticados durante um minuto. Isto é fundamental para quem usa sapatos de bico fino, porque eles provocam perda de flexibilidade nos dedos.
  • Tornozelos resistentes e descansados também ajudam a aliviar as dores nos pés. Faça movimentos de rotação durante alguns minutos. Primeiro gire um pé e depois o outro, terminando com um movimento dos dois simultaneamente.
  • Pressione suavemente cada um dos dedos do pé com o indicador e o polegar. Continue sobre o peito do pé e o tornozelo. Pressione também as laterais e a planta do pé.


A segunda dica, é a auto massagem simples com suas mãos:


  • Começando da parte central, pressione pontos de dentro para fora dos pés, mantendo o movimento por alguns segundos antes de passar para outra região.
  • Depois massageie e estique cada dedo suavemente, percebendo como a musculatura, tendões e pele ficam irrigados confortavelmente. Para finalizar acaricie a parte superior de cada pé, em movimentos deslizantes e sucessivos feitos com as mãos, dos dedos, para o alto dos pés.
Agora a auto massagem com mais detalhes:

  • Antes da massagem, relaxe os músculos dos pés aquecendo-os. Você pode fazer isso simplesmente com uma compressa quente. Ou, se preferir, deixar os pés de molho em água morna e epsomita (cerca de 15 minutos). Uma terceira opção: mantenha os pés embaixo da água corrente por dez minutos, aumentando gradualmente (cuidado para não deixar a água muito quente) e, em seguida, diminuindo sua temperatura.
  • Agora, você está pronto para começar a massagem. Apóie um pé sobre o joelho da outra perna e vire a sola para você. Espalhe creme hidratante na sola ou nas mãos. Usando os polegares, massageie as solas em movimentos circulares e profundos. Comece na região logo atrás dos dedos e siga em direção ao calcanhar. Concentre-se em áreas pequenas. Quando tiver terminado a sola, vire o pé e massageie o peito, ainda usando os polegares. Novamente, trabalhe em pequenas áreas e massageie todo o peito do pé.
  • Assim que terminar, vá para os dedos. Puxe cada um deles, lenta e suavemente; massageie-o torcendo suas laterais, trabalhando da base do dedo para fora; mexa-o para trás e para frente. Agora, repita o mesmo procedimento no outro pé.

    Embora a rotina acima proporcione uma boa massagem, aqui vão algumas dicas que aumentarão ainda mais a circulação e darão a seus pés uma sensação de formigamento:

    • aperte toda a lateral externa do pé.

    • bata levemente nas solas com as costas da mão ou com a mão fechada; faça isso ao longo da sola.

    • use as duas mãos para virar o pé em direções contrárias, torcendo-o como se fosse uma esponja.

    • se algum lugar do pé estiver tenso e doer, em vez de massageá-lo, apenas pressione firme no local com os polegares, mantenha alguns segundos e solte.
    • você pode usar um creme que contenha mentol para dar uma sensação refrescante durante a massagem.


    E para finalizar, a planta dos pés da Reflexologia:




Educativo - SPCD na Bienal SESC de Dança


Olá,

A São Paulo Companhia de Dança participa da Bienal SESC de Dança promovida pelo SESC Santos, nos dias 30, 31 de agosto e 1º de setembro, com um Ciclo de Palestras - Bastidores da Dança – ministrado por Inês Bogéa, diretora da SPCD.

Programe-se para estar com a gente:

Dia 30 de agosto| Caixa Preta | 19h

Dia 31 de agosto | Uma Roupa Que Dança | 19h

Dia 1º de setembro | Vida de Bailarino | 19h

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas na Central de Atendimento do SESC Santos (Rua Conselheiro Ribas, 136 – Santos) ou pelo telefone (13) 3278-9800.

Esperamos vocês!

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Yoga pela Paz



Um post escrito ouvindo muito Krishna Das

Que domingo!

Não sei como tive forças para levantar às 7h30 da manhã e sair de Caieiras no frio que estava ontem para participar do Yoga pela Paz - só pela força interior! Precisava ir, fui pela minha intenção, e depois entendi que realmente precisava estar presente.

Quem me conhece sabe que tenho esse lado bem zen, tranquilo e espiritualista. E o yoga para mim vai muito além dos movimentos corporais, é uma filosofia e me faz transcender todo o mal que existe no mundo hoje.

Estou com um problema pessoal, portanto, precisava me equilibrar, me doar e ser influenciada por energia positiva. Me emocionei, fiquei em paz, me diverti e ainda encontrei uma colega fofa - isso não foi um acaso.

A chuva não atrapalhou em nada, o frio um pouco, mas depois da prática e da meditação, todos estavam na mesma sintonia e estávamos vibrando pela paz - paz interior.

Yoga = União - quer paz? Tenha ela em seu coração, mudando você tudo muda ao seu redor!

A Maitê que chegou só depois (minha colega), disse que quando chegou se emocionou e arrepiou pela energia do lugar, e eu que estava lá já estava nessa energia, me emocionava pelos mantras e pelas palavras na meditação.

Foi super importante, porque tomei muitas decisões pra minha vida e mais... fiquei em paz e com certeza aquele meu probleminha já está resolvido!

Quando mudamos = tudo muda!

Namastê galera!

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Novidades

Nova turma de yoga: sexta - feira às 8 - 9h

Apresentação das minhas alunas de Dança do Ventre

no Belly Dance Nights, dia 28 à partir das 18h no Biroska.

domingo, 14 de agosto de 2011

Direção e Preparação Artística


Sabe que estava pensando em escrever sobre vários assuntos, mas agora que arrumei um tempo, perdi as ideias: estou vazia.

Porém... darei uma dica que acredito que todas devem já saber e conhecer: o livro do Jorge Sabongi "Direção e Preparação Artística" - compra-se na casa de chá por $50,00.

Estou lendo na medida que posso, e estou gostando muito. Há altas dicas para nós e podemos usá-las para o nosso aprimoramento. É um livro completo sobre os vários detalhes da nossa vida como professora, bailarina e artista.

Vale a pena ler!

Nesse link tem todas as informações: http://www.khanelkhalili.com.br/livro.htm

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Bem vindos ao Universo Casuo


Muito tempo que não escrevo aqui! Gente... essa semana está uma montanha russa, muitas emoções, angústias, decisões, correria e ainda tenho que segurar a ansiedade!

Mas sábado passado fui ver um espetáculo e tanto: Universo Casuo! - que coisa mais linda! E o melhor é que foi de graça, estava em cartaz de graça em SP e muito pouco divulgado.

Liderado pelo Marcos Casuo, um cara que trabalhou 8 anos no Cirque du Soleil, decidiu voltar ao Brasil em 2008 para montar a sua trupe, ter seu circo e trabalhar com projetos sociais.

E nesse ano de 2011, podemos nos maravilhar com um espetáculo maravilhoso. Com muita técnica, beleza, emoção, magia... tudo perfeito! A música ao vivo estava excelente, os figurinos e as maquiagens eram um sonho e a mensagem era apenas uma:

Acredite nos seus sonhos, aqui no Universo Casuo, tudo pode acontecer!

Lindo!

E mais... teve uma outra: Valorize nossos artistas, nãos os deixe ir embora do Brasil - infelizmente sabemos que aqui, artista passa fome, e os que são reconhecidos estão fora do país.

Fiquei encantada, e com certeza seu circo, que estreará em outubro será um dia, tão grandioso como o Cirque Du Soleil.


quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Confissões da professora coruja


É com muito orgulho que hoje escrevo sobre minhas alunas. Um post dedicado a elas!

Durante minha vida curta de professora de dança, vão completar 4 anos em dezembro, aprendi muito dando aula. Mudei muito minha didática, as trocas com todas as alunas me forneceram informações riquíssimas, e dar aula ajudou a aprimorar minha técnica.

Já tem 2 anos que meu estúdio está aberto, e hoje consigo visualizar as sementinhas. Como é difícil ter um grupo para trabalhar, montar para levá-lo à apresentações e mostras... não é fácil. A rotatividade das alunas é gigante, e ainda mais numa cidade que mal conhecia Dança do Ventre, e que não valoriza muito a arte no geral.

Pioneira sim... mas já pensei em desistir e ir pra São Paulo. Tudo bem... nos trancos e barrancos, Caieiras é cômodo para mim e para todas que iniciam um trabalho novo e pioneiro é complicado no começo.

Ainda não tenho um grupo de alunas prontas para levá-las ao MP, e-Ventre... e grandes festivais, mas já tenho um grupo de alunas prontas para apresentar em outros lugares.

Para mim, apresentar em bares, restaurantes, festas, funciona como um incentivo. A experiência em palco, em apresentar, nos ensaios, o jogo de cintura durante todo o processo e etc, já acrescenta aprendizado à aluna – isso é necessário!

Minhas alunas do nível básico, duas já estão quase no intermediário, vão se apresentar agora em agosto no Belly Dance Nights. Será a primeira vez que levarei elas a um evento fora das nossas apresentações.

Peguei uma sequência que trabalhava nas aulas e a transformei numa coreografia. Escolhi as alunas que ao meu ver estão prontas para se apresentarem e começamos os ensaios. Tudo de forma tranqüila, para não ser traumático.

O resultado está 10! O comprometimento, o esforço e a vontade delas me deixam felizes! E estou bem orgulhosa: é a minha confissão, da professora coruja!

Não é necessário um ultra, big, coreografia, e nem apenas alunas super ultra prontas para ter um grupo comprometido com uma coreografia bonita. Levar as alunas seja qual for o nível, desde que estejam preparadas, e queiram dançar em eventos, só é mais um incentivo para elas estudarem, aprenderem e avançarem na dança do ventre.

Sou super seletiva a eventos, mostras e etc, não levaria elas a qualquer lugar e muito menos expor ao ridículo. Se estou aqui elogiando e feliz com um trabalho, é porque está lindo! A apresentação ao vivo é importante e necessária para o aprendizado na dança.

Bi, Anny, Edi, Cá, Glau: vocês vão arrasar! Somos um grupo e unidas podemos fazer uma grande apresentação e superar nossas dificuldades!